Our Recent Posts

Tags

Os pilares para o Santos do futuro

No último texto que escrevi para este o site, terminei citando os dois pilares para a reconstrução do Santos a médio e longo prazo: investimento em patrimônio e nas categorias de base. Na segunda parte do artigo, explicarei os motivos que me fazem acreditar nisso.

O Santos hoje não consegue concorrer em pé de igualdade com alguns clubes do país, como Flamengo, Corinthians e Palmeiras. Isso é um fato. O clube alvinegro tem menos torcida, menos visibilidade na mídia e arrecada menos em relação a direitos de transmissão e bilheteria. Nem patrocínio master o clube tem atualmente. Essa situação parece ser de difícil mudança dentro do futebol nacional, pelo menos a curto e médio prazo.

Bom, o que fazer diante desse cenário? A priori o Santos precisa ser mais inteligente que os rivais. Mas, para isso, é necessária uma mudança de mentalidade. Mudar radicalmente. Entender o lugar do Santos dentro do cenário mundial.

A nossa força sempre esteve nas categorias de base. A base deu ao Santos seus grandes títulos. Investir na base é fundamental para a retomada do clube como potência futebolística. Observar e buscar destaques das categorias de base de outros clubes, contratar profissionais gabaritados para as trabalhar para o futebol de base e investir na infraestrutura para os jovens deverão ser as principais tarefas do Santos. Mesmo que para isso haja diminuição dos gastos e investimentos com o elenco profissional.

Outra medida a ser tomada é a montagem de uma rede de olheiros que busquem jovens talentos no Brasil e na América Latina. Isso nos ajudaria a contratar um atleta talentoso antes que ele vire destaque em uma outra agremiação, evitando que o seu valor aumente de maneira significativa. Vale salientar que essa rede de olheiros funcionaria com profissionais capacitados e com estrutura moderna, aliando scout com jogos observados por esses profissionais.

Penso que esse é o caminho. Temos exemplos de clubes europeus que desenvolveram esse trabalho e estão bem, brigando de igual para igual com clubes com mais aporte financeiro. Casos de Liverpool, Borussia Dortmund e Atlético de Madri, que se reinventaram e estão brigando por títulos. São clubes que passaram um tempo no ostracismo, mas com trabalho sério e competência voltaram a figurar em posições importantes no Velho Continente.

É um trabalho desafiador, ainda mais que há a necessidade de explicar e convencer a torcida que poderíamos passar alguns anos apenas figurando nos campeonatos do país. Mas o resultado final garantiria ótimos times, que resultariam em conquistas, marketing, expansão da torcida, ganho financeiro e assim sucessivamente. É preciso alguém para colocar as ideias em prática, já que os exemplos estão aí.

(*) Jefferson Oliva é conselheiro eleito (2017-2020) e ouvidor do clube, membro do movimento PróSantosFC e já escreveu para os sites Torcedores e Orgulho Santista. Atualmente também tem o site Falando de Esporte.

 

©2018 BY PRÓSANTOSFC. PROUDLY CREATED WITH WIX.COM

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter