Our Recent Posts

Tags

Participar é preciso. Omitir-se é temerário

Boa Tarde Santistas,

Ontem tivemos nas dependências do nosso Santos FC a realização de assembleia geral para aprovação das adequações das regras impostas pela lei 13.155/2015 (Profut) aos clubes signatários, que fazem uso dos benefícios e parcelamentos por ela concedidos.

Felizmente o associado entendeu a necessidade de se aprovar o quadro de alterações propostas e deu o SIM como quase unânime no pleito que se desenrolou.

A se lamentar a baixa adesão, a meu ver fruto de desmotivação do associado com a sequência de más gestões que tem vivido o clube, pela falta de informações oficiais e pela ausência de mecanismos de voto disponíveis a todos os sócios, onde quer que estejam.

O movimento Prosantosfc defende o Voto a Distância como obrigatório tanto que protocolou emenda ao Estatuto com modificação no artigo 35 visando tornar esse item como obrigatório. Vamos insistir nesse ponto durante a discussão do Novo Estatuto, que não pode esfriar após a aprovação dos itens do PROFUT.

Precisamos readequar nosso estatuto como um todo. Precisamos discutir a forma prioritária de gestão antes de outros itens. Precisamos avançar.

Nos resta parabenizar os associados que se dispuseram a comparecer, independente de correntes políticas e abrindo mão de compromissos pessoais.

O movimento ProsantosFc tem em seus quadros 12 conselheiros e 10 estiveram presentes. Um não compareceu por motivos particulares e outro não veio por estar a trabalho fora do país. Aliás, é de se esclarecer que o Conselheiro Vitor Sion está nos Estados Unidos a serviço e com custeio pela FGV, assim como esteve em Brasília, quando da reunião junto ao PROFUT, em que se prontificou a participar e assim o fez.

Feliz de ver o engajamento de nossos quadros com as coisas do Santos.

A nota triste fica pela não participação dos membros do Comitê de Gestão-CG do Santos Fc nessa importante decisão. A Delegação do clube saiu do CT por volta de 12h30min conforme informado e isso não pode ser alegado como impeditivo. Eu, particularmente, votei às 10h30min e levei 5 minutos até ser liberado.

Vale ressaltar que, de todos os gestores eleitos e indicados, somente 2 se fizeram presentes nesse importante momento do clube.

Aprovadas as novas regras, fica a advertência aos gestores e futuros candidatos. A nova norma não permite gestões temerárias. Elas estão descritas no artigo 25 da Lei 13.155/2015 e agora no Estatuto Social do Santos FC. Que isso seja impeditivo aos desmandos que nossa amada instituição vêm sofrendo ao longo dos anos.

(*) Marco Scandiuzzi é Conselheiro Eleito para o triênio 2018/2020, formado em Adm. De Empresas, especialista em Execuções de Políticas de Segurança Pública, foi professor da Academia Nacional da Polícia Federal por 10 anos e é Autor de 3 livros na área de Segurança Pública.

 

©2018 BY PRÓSANTOSFC. PROUDLY CREATED WITH WIX.COM

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter